Rita Bizerra

RITA BEZERRAA coluna de Rita Bizerra fala sobre “Empreendedorismo de Mulher”

RITA BEZERRA

Rita Bizerra – Licenciada em Letras pelas FIPs de PATOS/PB, onde se Especializou em Língua, Linguística e Literatura. Especializou-se em Jornalismo Político, Econômico e Assessoria de Imprensa em João Pessoa e fez MBA em Gestão de Negócios pela Universidade Potiguar. Foi Empresária na área Supermercadista por quinze anos e desde 2008 trabalha com jornalismo, escrevendo para “Brazilian Press” de New Jerssy/EUA, foi editora geral do Paraíba Urgente, por 3 anos. Atualmente é Colunista de OPBNews, Empreendedora Digital e escritora com 5 livros publicados.

Contatos: Celular: 83 98681 2319 gmail: ritabizerrapalestrante@gmail.com

……………………………………………………………………………………………………………………

Liderar é uma habilidade característica da mulher, afinal, ela lidera a família e a casa, com maestria.

Sabe-se que não fora alcançado o equilíbrio do número de mulheres e homens à frente de empresas de grande porte, multinacionais, em contrapartida, a corrida de mulheres abrindo seu pequeno negócio caminha à frente, dos homens.

É questão de tempo que adentrem ao comando de grandes empresas, haja vista, está prematura a tomada de decisão da mulher em se inserir no mercado do trabalho, que outrora, era restrito ao homem e esse é um processo gradativo, conquistado passo a passo, dentro de uma hierarquia cultural de cada empresa, com a soma de conhecimento, e, inclusive, as mulheres continuam a reverter as desigualdades com relação aos homens na educação, principalmente nos bancos de Universidades.

Você mulher que tem preconceito em ser liderada por mulheres é recomendável começar a trabalhar essa atitude, para que não seja prejudicada, na sua carreira profissional.

As mulheres competentes, que carregam em si uma bagagem de conhecimento e está colaborando positivamente com sua empresa, deve se preparar para o sim, no momento em que a oportunidade chegar. As que não agirem assim, irão perder seu cavalo celado e continuarem com atitudes previsíveis, ordinárias.
Aos homens que carregam forte resistência em adaptar-se com a liderança feminina, também, comece a trabalhar essa mudança em seu comportamento, para prevenir-se da súbita surpresa de ser liderado por uma mulher e esse conflito interno venha a influenciar na sua produtividade na empresa, podendo ser conduzido a uma possível demissão da equipe.

Todavia, o indicativo para quem resta com crenças paternalistas contrárias à participação da mulher na linha de cima das grandes empresas, quem teima em preservar esse preconceito fingido é adaptar-se o mais breve pelas comprovações estatísticas de estudos científicos do avanço das mulheres nas últimas décadas.

De acordo com Bruschini e Lombardi (2000, p. 01) houve mudanças expressivas no mercado de Trabalho no Brasil: a presença considerável das mulheres em ocupações que requer alto nível de conhecimento, nos grandes centros foi consideravelmente estendida e a tendência é ser acompanhada pelas outras regiões.

Veja gráfico:
Não está muito às claras, para quem não tem interesse no assunto, mas, o processo de evolução da produtividade da mulher em cargos elevados nas empresas, caminhou com bastante força entre 2003 e 2011, quiçá com o avanço de 5 anos mais, nos quais começa a superar os homens, o número de mulheres em idade ativa, nas áreas metropolitanas de todas as regiões do país, conforme indicativos do IBGE em abril de 2015.

Todos esses estudos garantem o futuro da mulher no pódio, seja, com a criação do seu próprio negócio, seja, na hierarquia da empresa de pequeno, médio e até grande porte, o trono será dela, que emana características comportamentais de quem lidera com eficácia empresarial, vendedora, e, sobretudo, humanista. Porque mulher entende como lidar com gente.

…………………………………………………………………………………………………………………….
Empreendedorismo de Mulher

Talvez ninguém tenha tratado com tanta especificidade o Tema “Empreendedorismo de Mulher”, e estamos predispostos a hastear essa bandeira, no Nordeste, por ser uma das grandes descobertas da Mulher para criar suas próprias oportunidades, em meio a esse mar de dificuldades para se posicionar no mercado.

Sabe-se que, muralhas foram arreadas em detrimento de N comprovações das habilidades e competências da Mulher, mas, ainda assim, há uma luta ferrenha contra a cultura negativa e de tabus milenares, que rodeiam a imagem dessa Nova Mulher, que é um Ser Ousado e deverá ser olhada como uma pessoa humana integral.

Essa Porta que estamos abrindo através dos mais variados Canais de Comunicação, não deveremos mais permitir que seja fechada, por considerarmos absolutamente necessária para o ponto de partida de uma discussão mais aprofundada e que irá gerar um engajamento entre pessoas de gêneros e gerações diferentes, alicerce do Mundo Futuro com avanços tão acelerados.

A Nova Mulher tem se destacado como Empreendedora pela sua desenvoltura de processar várias ações direcionadas à solução de conflitos e outros problemas que venham complicar a saúde do seu Próprio Negócio e/ou da Empresa, na qual está colaboradora, uma vez que, pela própria natureza tende a exercer multifunções, tatuar na sua alma a marca da empresa e está predisposta a renunciar sua vida simples por uma vida exigente.

Não dá mais para negar que a Mulher de Hoje, é capaz de ajudar pessoas, começando por si própria, a alcançar quem está próximo e distante, com coragem e determinação, respeitando a hierarquia, porém com a consciência de que o mundo mudou e a associação, a flexibilidade e o planejamento são fundamentais para criar um caminho inovador e desrespeitar a crise na sua trajetória Profissional.

Fonte: PBN/Rita Bizerra