MP recorrerá contra soltura de acusado de matar namorada na capital

O promotor de Justiça, Marcos Antônio da Silva, informou, nesta quarta-feira (16), que o Ministério Público Estadual (MPPB) irá recorrer da decisão da juíza Franciluci Rejane Souza, do 2º Tribunal do Júri da Capital, que ontem expediu alvará de soltura para Yuri Ramos Coutinho Nóbrega, acusado de matar a namorada Luanna Alverga, no último dia 23 de julho, na sua festa de aniversário no bairro do Roger.

Yuri estava preso preventivamente desde o dia 24 de julho, após ter se entregado à polícia. No dia 7, o Ministério Público apresentou a denúncia contra, recomendou a manutenção da prisão e solicitou os laudos de exames realizados pela perícia no corpo da jovem, toxicológico e da reconstituição.

Relembre o caso

A estudante Luanna Alverga, de 23 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça no Alto Roger, em João Pessoa. A jovem estava comemorando o aniversário do namorado, na casa dos avós dele, quando houve um desentendimento.

Em seguida, familiares e convidados ouviram um disparo e o jovem saiu do quarto desesperado pedindo socorro, dizendo que havia feito uma besteira. Parte das pessoas correram para o quarto e se depararam com o corpo da jovem ensanguentado no chão do quarto e uma espingarda calibre .22 próximo ao corpo.

Familiares e amigos tentaram socorrer a jovem, mas desistiram ao perceberem que já estava morta.

O jovem alega que o tiro foi acidental. O gerente operacional de Criminalística da Polícia Civil, Marcelo Burity, descartou a possibilidade da arma ter atirado sozinha, após perícia realizada no local do crime.

Fonte: PBN/wscom

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *